Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

domingo, 21 de julho de 2024

Greve pode fazer com que postos de MT fiquem sem combustíveis

Abastecimento de combustíveis derivados do petróleo será comprometido em Mato Grosso a partir desta semana com a manutenção da greve nacional dos petroleiros. A paralisação dos funcionários da Petrobras completa 19 dias. Sem refinarias e com grande dimensão territorial, o Estado terá mais dificuldade para reequilibrar o fornecimento de gasolina, diesel e gás, caso o mercado seja afetado, prevê a Federação Única dos Petroleiros (FUP).

No varejo local, cargas de combustíveis continuam sendo entregues normalmente pelos distribuidores. Alguns revendedores relatam, porém, que distribuidoras alertam desde a semana passada para a possibilidade de restrição de produtos caso perdure a greve. Em todo o país, a adesão de pessoal da área operacional da Petrobras supera 60%, com 21 mil trabalhadores de 121 unidades, em 13 estados. Hoje, os petroleiros realizam marcha em defesa do emprego, da Petrobras e do Brasil, na cidade do Rio de Janeiro.

“Nos preocupa o abastecimento nacional. A ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mencionou o risco de escassez em algumas áreas a partir desta semana”, diz o diretor da FUP, Deyvid Barcelar. “Localidades mais distantes, como Mato Grosso, enfrentam dificuldades em caso de desabastecimento porque as refinarias estão nos grandes centros”. Para ele, a Petrobras deveria ampliar o número de refinarias e investir mais no setor. “Outros países querem aumentar seu parque de refino, como é o caso da China e Noruega”.

Barcelar acrescenta que o papel da estatal brasileira é suprir a necessidade do mercado nacional por petróleo e derivados. “A atual gestão, porém, entende que esse papel não é mais dela e as consequências disso vislumbramos agora”, comenta. “Se a Petrobras deixar os petroleiros trabalharem, a produtividade vai aumentar e o preço final (dos derivados) irá baixar. Queremos que a companhia suspenda a demissão em massa e as medidas arbitrárias para pavimentar o processo de privatização”. Além do comprometimento da oferta dos produtos petrolíferos, a FUP manifesta preocupação com a saúde e segurança dos trabalhadores, bem como com a proteção ambiental.

Revendedor de combustíveis em Cuiabá, Carlos Simarelli relata que o suprimento dos derivados petrolíferos se mantém normalizado em Mato Grosso. “Soube que em Rondônia e no Amazonas estão tendo problemas”. O varejista Ranmed Moussá diz que comprou recentemente sem dificuldades. “Mas, recebi alerta da distribuidora sobre possibilidade de haver restrição, caso a greve continue”.

A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) informa que o abastecimento de combustíveis está normal. A ANP, por sua vez, comunica que está acompanhando a greve e tomará medidas, caso necessário, para garantir o abastecimento nacional. A Petrobras lembra que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou a greve dos petroleiros ilegal, em decisão desta segunda-feira (17). Acrescenta que a paralisação parcial dos trabalhadores não impacta a produção petrolífera e de combustíveis. “(…) a Petrobras tem mantido a produção por meio da atuação de equipes de contingência e de empregados que não aderiram ao movimento. A produção diária e os estoques de combustíveis garantem a oferta ao mercado e afastam a possibilidade de desabastecimento”, esclarece.

Read Previous

CCJ define Kero Kero como relator de cassação de Abílio; Parecer será apresentado em março

Read Next

Homem flagrado com imagens de crianças nuas é preso em MT