Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

domingo, 23 de junho de 2024

Custos dos planos de saúde e Unimed Cuiabá

Os clientes da Unimed de Cuiabá e região foram surpreendidos, este ano, com a notícia de que a operadora está numa situação financeira grave. Esta informação deixou profissionais cooperados da entidade, usuários do plano e, todo “time” da empresa preocupados. A situação está no holofote da Agência Nacional de Saúde (ANS), órgão regulamentador das operadoras de planos de saúde, que decretou Direção Fiscal para acompanhar as decisões da atual gestão, mas principalmente, garantir que os usuários não sejam prejudicados.

No entanto, o cenário da operadora em questão, não está muito diferente do restante do mercado de planos de saúde que vive seu pior momento. Em 2022 houve o maior prejuízo operacional já registrado desde que o mercado de saúde privada foi implantado no Brasil. E claro, quem sente os percalços dessa situação é o consumidor.

E quem utiliza os serviços são os mais impactados por vários fatores e, ainda pagam reajustes altos. Em alguns casos, o aumento chega a 23%. Tudo isso, mais a atualização da tarifa por idade. Para muitas famílias começou a ficar difícil manter um plano de saúde razoável no orçamento.

Mas, infelizmente, um dos impactos nesse cenário tão ruim, ainda são as fraudes. De acordo com o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), elas representam em torno de 19%, ou seja, cerca de R$ 27 milhões do orçamento da saúde privada está se esvaindo em fraudes.

De acordo com os dados da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), apenas no 1º semestre de 2021, os valores de fraudes comprovadas chegam a R$ 349,3 milhões. Em 2022, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), por sua vez, denunciou um esquema que movimentou mais de R$ 40 milhões baseado em empresas de fachada, “beneficiários-laranjas” e até falsos prestadores de serviços médicos.

Aliado a isso, inclui-se ainda novos custos assistenciais nos planos de saúde advindos de tecnologias novas e tratamentos médicos cada vez mais avançados. Isto aumenta as solicitações de procedimentos obrigatórios ou deixam margem para que sejam cumpridos, sem que a operadora tenha muito como prever frequência e custos destes procedimentos, de forma antecipada.

Mas afinal, o que você consumidor e profissional tem a ver com isso? Você que não frauda, é atingido no bolso e na experiência: planos de saúde mais caros, processos de liberação de procedimentos burocráticos, pagamentos aos prestadores de serviço e reembolsos aos usuários que se tornam cada vez mais morosos. A demora de resposta em qualquer outra demanda está cada vez maior em função do enxugamento dos custos.

Uso consciente também abre espaço para descontos no seu plano, mesmo em cenários ruins como este. Nessa hora é importante ter profissionais que te auxiliem na dinâmica da regulamentação como um todo. É importante ter a orientação para que se tenha um plano de saúde que caiba no orçamento e, também, para auxiliar no trâmite junto às operadoras.

*Lovani Goreti Zerwes Silva é head de Seguros e Saúde da Ouro Seguros e Investimentos

Read Previous

Psicóloga alerta sobre prevenção ao suicídio na tribuna da Câmara

Read Next

Prazo para pedidos de isenção do IPTU 2023 entra na reta final em Várzea Grande