Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

sexta-feira, 21 de junho de 2024

BRT: A quem interessa impor um transporte ultrapassado para a nossa capital?

Por vários ângulos pode-se observar que, da maneira como foi conduzida, a implantação do BRT em Cuiabá e Várzea Grande é no mínimo questionável. Do mesmo modo que é indubitável ser esse um assunto de amplo interesse público, pois afeta centenas de milhares de pessoas que necessitam do transporte público todos os dias.

As notícias disponíveis na imprensa permitem que você pesquise na internet e tire suas próprias conclusões. Do ponto de vista da venda dos vagões ao governo da Bahia, a dedução parece óbvia: o material tem qualidade e bom estado de preservação. Se não fosse assim, por que um estado de grande porte teria interesse em adquirir o que deveria estar servindo ao nosso povo?

Sobre a licitação, há a denúncia da prefeitura de Cuiabá acatada pela Advocacia Geral da União (AGU) porque ficamos com uma pulga atrás da orelha, na nossa denúncia fica claro o conluio de empresas no consórcio vencedor.

Quanto ao atual traçado do BRT, emerge a incômoda sensação de que o projeto nasceu e permaneceu sob a égide do autoritarismo, da arrogância, da falta de diálogo com a sociedade. Prejuízo para os usuários do transporte público em geral e os comerciantes em específico, com impacto negativo na geração de emprego e renda, além de promoverem uma verdadeira baderna na mobilidade da nossa cidade.

No aspecto da (falta de) modernidade do BRT, se constata que o projeto é o retrato de quem pensa Cuiabá como uma cidade acanhada, sem um olhar de largo alcance. Já no time dos que amam Cuiabá, a gente tem acompanhado a construção de um projeto inovador, modelado com visão e coragem. Como sempre digo, Cuiabá não nasceu para ser cauda…nasceu para ser cabeça. Por que querem nos inferiorizar perante outras capitais?

Nos últimos anos, a prefeitura vem promovendo um expressivo conjunto de mudanças na mobilidade urbana. A luta exitosa para destravar a licitação do transporte público, que já se arrastava por décadas, é apenas um exemplo de transformação nessa área. Vimos surgir estações climatizadas (até com energia solar), faixas exclusivas e mesmo abrigos de ônibus ecológicos, além da maior frota de ônibus novos e com ar-condicionado que a cidade já viu. Talvez a maior do país em termos percentuais.

Tudo isso sem falar nas grandes obras de infraestrutura viária, como os dois novos viadutos – entregas inéditas com recursos municipais, jamais vistas desde a fundação da cidade –, a requalificação da Avenida dos Trabalhadores e a criação da maior avenida já construída na capital, o Contorno Leste.

Mesmo ainda tendo muito a fazer, grandes passos foram dados na mobilidade. E esse avanço que está em curso poderia ter sido coroado com um projeto moderno, ambientalmente correto e que daria à cidade mais uma dose de charme e modernidade, como ela merece.

Os argumentos aqui elencados são mais que suficientes para que se faça um estudo de viabilidade técnica apropriado do BRT, como defende o deputado federal Emanuelzinho. Esse debate não pertence apenas ao Executivo ou ao Legislativo; ele interessa a todos os segmentos da população de Cuiabá, de sua irmã Várzea Grande e do estado de Mato Grosso.

Sobram interesses turvos, que confundem parte da população. Sejam econômicos, políticos ou simplesmente aqueles que vão ao encontro da mera oposição de ódio à prefeitura. E por outro lado faltam a visão de pensar grande a nossa cidade e o amor genuíno por ela.

Porque quem ama Cuiabá não pode passivamente deixar deletar o que seria mais do que um novo cartão postal. O VLT é também um abraço fraterno no meio ambiente e em toda a nossa gente. É deixar a capital seguir no trilho certo do sucesso e da modernidade.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá – MT

Read Previous

Entenda a alimentação biogênica, que fez Gaby Amarantos perder 14kg

Read Next

Van do Sine da Gente leva oportunidades de emprego à comunidade do bairro Parque Atalaia e região