Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

quinta-feira, 25 de abril de 2024

Botelho diz que governo está disposto a realocar famílias, após reunião com Garcia e Mendes

O presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (UB) disse à imprensa nesta quarta-feira (13), que o governador Mauro Mendes (UB) está disposto a encontrar uma solução para as famílias que se instalaram no loteamento Brasil 21, localizado nas margens do Contorno Leste, em Cuiabá. Após terem sido alvos  de ação de reintegração de posse determinada pela Justiça estadual nesta última segunda-feira (11).

Segundo Botelho, o Estado poderá ceder ou locar uma área para abrigar essas famílias.

“Tive reunião com o secretário-chefe da Casa Civil e o governador. E, conforme Mauro Mendes, ele está pronto para ajudar a resolver o problema. Contudo, não é favorável a comprar uma área, mas locar uma que seja do estado, dentro da capital, para que possa vir recursos para construção de casas que abriguem essas pessoas”, disse.

Para Botelho, este imbroglio jurídico já tem cinco anos, e como a reintegração de posse demorou a ocorrer, tornou a situação um grande problema.

“O problema é que deixou muito tempo, tem mais de cinco anos esta situação. Hoje tem tudo construído lá e quase mil famílias vivendo naquele lugar. Assim, virou um problema. A  prefeitura e o estado devem agir o mais rápido possível. Como vai fazer agora, pegar essas pessoas e jogar na rua?”,disse.

“O poder público tem que ser mais rápido nessas ações. Tem que ser construído um projeto para abrigar essas pessoas, não necessariamente nessa área. O governo tem áreas que podem alocar e remanejar essas pessoas. São discussões que devemos ter com o governo”, acrescentou.

No fim da manhã desta quarta-feira, as entradas do Palácio Paiaguás foram trancadas com correntes e cadeados para evitar a entrada das famílias que reivindicam moradia. Mas tanto Botelho quanto o deputado estadual Wilson Santos se reuniram no Paiaguás com Fabio Garcia e o governador Mauro Mendes.

O grupo estava nas galerias da Assembleia Legislativa e se deslocaram até a sede do Poder Executivo, acompanhando uma comissão de deputados criada para negociar.

Os parlamentares, liderados por Wilson Santos (PSD), tentam uma reunião com o chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, para por fim a ação de destruição das casas e barracos construídos no Brasil 21.

Além de Wilson, a comissão foi composta pelos deputados Valdir Barranco (PT), Gilberto Cattani (PL), Elizeu Nascimento (PL) e o líder do governo, Dilmar Dal Bosco (União) – único que não se deslocou até o palácio.

“Uma guerra é feita de várias batalhas, não quer dizer que nós perdemos duas, três batalhas que nós perdemos a guerra. Nós saímos daqui hoje, infelizmente o entendimento do governo é de que o proprietário tem o direito de fazer a demolição, nós pensamos diferente. O deputado Barranco está articulando uma ida nossa a Brasília amanhã, no mais tardar segunda-feira para falar com o ministro das cidades que é quem toca o programa minha casa minha vida”,

“Na sexta-feira eu estarei acompanhando o secretário Fábio Garcia que vai mostrar algumas áreas que o governo pode colocar a disposição algumas áreas, alguns lotes. A negociação não está terminada. O Barranco está trabalhando Brasília e eu a Casa Civil. Nós estamos em duas frentes de trabalho. Continuamos juntos, ninguém solda a mão de ninguém”, finalizou Wilson.

Sem terem para onde ir, as famílias sem negam a deixar as casas. A desapropriação é resultado de uma decisão da juíza Adriana Sant’Anna Coningham, da 2ª Vara Cível Especializada em Direito Agrário de Cuiabá, que determinou o cumprimento da reintegração de posse na última segunda, há pelo menos um ano inúmeras audiências de conciliação vêm sendo feitas entre os ocupantes e a empresa que reivindica propriedade da área.

Read Previous

Janaina Riva apresenta moção de repúdio contra moratória da soja

Read Next

Bolsonaro recebe pré-candidato do PL em Paranatinga e prega união da direita em MT