Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

domingo, 23 de junho de 2024

Investigações sobre lavagem de dinheiro começaram quando faccionados ameaçaram MC Daniel em Cuiabá

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (5), o delegado de Polícia Federal, Antônio Flávio, afirmou que as investigações da Operação Ragnatela, deflagrada em Cuiabá, revelaram que artistas supostamente ligados a facções criminosas rivais foram proibidos pela facção criminosa Comando Vermelho de fazer shows em Cuiabá.

Conforme o delegado, a situação ficou evidente após um promotor de eventos trazer à capital o cantor paulista MC Daniel, em 7 de dezembro do ano passado.

Durante a apresentação do artista, na casa de shows Musiva, o MC foi hostilizado por um grupo de pessoas, que logo no início da apresentação começaram a fazer sinais de apologia ao Comando Vermelho, supostamente pelo fato de Daniel ser de São Paulo, estado comandado pela facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

VEJA VÍDEO NO FINAL DESTA MATÉRIA

“Quando [ele] estava realizando o seu show, percebeu que alguns indivíduos na plateia estavam fazendo os sinais com a apologia. (…) Então ele [Daniel] interrompeu o show e coibiu esse tipo de conduta, como todo cidadão de bem faria naquele momento. E naquele momento ele passou a ser hostilizado”, destacou o delegado de Polícia Federal.

As investigações apuraram ainda que faccionados presos repassavam ordens de dentro da cadeia para que artistas de estados com influência de outras facções, a exemplo de Mc Daniel, não fossem contratados, sob pena de represálias deliberadas pela facção criminosa – o que de fato aconteceu com o promotor de eventos que trouxe o funkeiro paulista.

“Em seguida, o pessoal do Comando Vermelho, das lideranças dessa facção criminosa, puniram esse promoter e ele está impedido de realizar show aqui no estado do Mato Grosso pelo prazo de dois anos e deve estar cumprindo essa punição rigorosamente”, ressaltou.

Reprodução/Internet

COMUNICADO CV.jpg

Comunicado atribuído à facção Comando Vermelho foi divulgado nas redes sociais.

AMBIENTE HOSTIL

Durante a apresentação do MC, cantor do hit viral “Tubarão, te amo”, um grupo de pessoas começou a fazer gestos em alusão à facção carioca, quando um dos participantes começou a discutir do meio da plateia com Daniel, alegando que ele supostamente era ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), principal facção rival do Comando Vermelho no país.

Devido a confusão, MC Daniel interrompeu o show e respondeu com o homem, que o hostilizava no meio do público, chegando a dizer que não “fecha” com nenhuma facção.

“Se você é bandido mesmo, não deveria estar aí me xingando”, disparou Daniel.

Após a confusão, MC Daniel parou o show e abandonou o palco debaixo de vaias e atingido por copos, garrafas plásticas e outros objetos arremessados pelo público, precisando até mesmo de escolta na saída da boate.

PROIBIÇÃO

Três dias depois da confusão na boate em Cuiabá, um suposto comunicado atribuído ao Comando Vermelho foi divulgado, proibindo MC Daniel de fazer novos shows em Mato Grosso.

O texto fez ainda um alerta à todos os produtores de eventos do estado para que estejam cientes da proibição.

“Mc Daniel do SP está proibido de fazer show ou qualquer tipo de evento dentro do estado do MT e que assim faça valer esse comunicado” dizia trecho do comunicado.

Read Previous

Praça Alencastro recebe 3ª edição da Feira de Produtores de Pequenas Propriedades e Agricultura Familiar

Read Next

Prefeito Kalil Baracat autoriza construção do CER II e licitação da ESF do Residencial José Carlos Guimarães