Breaking News :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

sábado, 2 de março de 2024

Com alta de infecções por Covid-19, carnaval pode ser uma ‘bomba’

Com crescentes casos positivos para covid-19 em Mato Grosso, médico infectologista Marcelo Sandrin apontou que o carnaval poderá ser uma “bomba” se as autoridades não tomarem iniciativa. Somente em janeiro, mais de 5 mil pessoas foram infectadas pelo vírus e 11 pessoas morreram.

“Temos que voltar com as medidas de prevenção, vale a pena pela nossa vida. A questão de voltar a usar a máscara, não deveria nem ser discutida, temos que usar, pois a transmissão fica mais difícil. Se acontecer o carnaval, vai ser uma bomba como ocorreu lá em 2020. Nesse período tem muita bebida alcoólica, excessiva, abraços, apertos de mão, beijos e nem sabemos se a pessoa é sintomática ou não”, alertou.

Sandrin, que é dono do Hospital e Maternidade Santa Helena, em Cuiabá, disse que nesse primeiro mês do ano, 5 gestantes procuraram o pronto atendimento com sintomas e precisaram ser internadas. Todas testaram positivo para o vírus, mas já receberam alta médica. Ele comentou também que foram diversos funcionários que precisaram ser afastados após serem infectados. 

O médico destaca o que não é novidade para a população, que sempre deve estar em alerta. Em eventos com grande aglomeração, como a folia do carnaval, que as pessoas estão “grudadas”, a transmissão do vírus respiratório é facilitada quase 100%.

Para aqueles que querem pular uma boa folia de carnaval, mas que sabem dos riscos que as aglomerações podem trazer à saúde, as recomendações permanecem as mesmas.

GD preparou uma lista de recomendações para evitar a contaminação da covid-19. Veja.

 Esteja somente com pessoas que convivem com você diariamente, na mesma residência;

 Caso opte por pular o carnaval com outras pessoas, faça isso com segurança

 Higienize as mãos com álcool 70% por 20 a 30 segundos ou com água e sabão em água corrente;

 Faça a desinfecção de superfícies e objetos sempre que entrar em contato com algo suspeito; -Mantenha o distanciamento físico por, no mínimo, 4 metros quadrados;

 Cubra a boca ao tossir ou espirrar, com a parte interna do braço ou com lenço;

 Evitar abraçar, beijar, usar mesmo copo ou cigarro.

“A principal recomendação nesse carnaval é em relação a quem está com sintomas respiratórios, procure atendimento médico urgente. Me preocupa muito essa falta de ação da população e principalmente das autoridades. No começo da pandemia em 2020 foi assim, tivemos o final de ano já com vários casos sendo registrados no Brasil e postergando. Depois veio janeiro com as férias, em seguida carnaval e esperaram explodir tudo para parar o mundo. Não vamos esperar chegar a esse ponto”, finalizou o médico.

Dados covid-19

Conforme o Painel Epidemiológico da covid-19, de 1º de janeiro a 1º de fevereiro de 2024, Mato Grosso registrou 5.821 casos positivos e 11 mortes em razão da doença. Em 2023, neste mesmo período, foram registrados 7.178 casos e 36 mortes.

Um bebê de dois meses com síndrome de Down e um idoso de 72 anos morreu com a doença, no Estado. Criança era moradora de Lucas do Rio Verde e o idoso de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), mas estava internado no Hospital Metropolitano de Cuiabá.

Fonte: Gazeta Digital

Read Previous

Palmeiras; Allianz Parque é interditado por causa da condição do gramado sintético

Read Next

Vídeo: chefe de gabinete atropela desafeto duas vezes após briga